quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

ONG Viva Cazuza cria concurso de vídeos sobre a prevenção da Aids





A Sociedade Viva Cazuza, com o apoio da UNAIDS e do Programa Nacional de DST/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, lançou o Prêmio Cazuza de Vídeo no Dia Mundial de Luta contra Aids, em 1º de dezembro. Com o objetivo de ampliar a comunicação com jovens e adolescentes sobre os cuidados de prevenção contra o vírus HIV, a iniciativa irá premiar vídeos de até 27 segundos de duração que melhor abordarem a conscientização para o Carnaval 2012 com o tema “Você que se cuide”. Os créditos deverão vir a parte.

O 1º Prêmio Cazuza de Vídeo oferece a oportunidade para jovens que tenham interesse na produção de vídeos mostrarem seu talento e pretende fazer com que o assunto sobre a prevenção da doença seja pensado e discutido por esse público, através de uma linguagem moderna e eficiente. De acordo com o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, jovens entre 15 e 25 anos estão entre os mais vulneráveis para o contágio do HIV e é principalmente esta população que o prêmio pretende atingir.

- A Internet e o vídeo são meios de comunicação com os quais os jovens estão mais familiarizados e, por isso, escolhemos este formato para atingir o público mais vulnerável à contaminação do vírus, fazendo com que eles discutam o assunto de maneira eficiente - explica Lucinha Araújo, responsável pela Sociedade Viva Cazuza.

Pessoas de qualquer lugar no Brasil poderão participar do concurso enviando seus vídeos, feitos com celular, máquina fotográfica ou filmadora, através do site http://premio.cazuza.com.br, de 1 de dezembro a 2 de janeiro. Um júri altamente qualificado formado por: Fernando Meirelles, Glória Perez, Daniel Filho, Washington Olivetto entre outros nomes de destaque, irão escolher os vencedores.

O resultado será divulgado no dia 31 de janeiro. Os três finalistas ganharão um notebook cada um e a campanha vencedora receberá finalização profissional para ser veiculada por um canal de televisão aberta durante o Carnaval 2012.

Sobre a Sociedade Viva Cazuza
Apenas três meses após a morte do cantor Cazuza, em 1990, nascia a Sociedade Viva Cazuza, fundada por Lucinha Araújo, que até hoje preside a ONG. Atualmente, a Viva Cazuza mantém dois importantes projetos: uma “Casa de Apoio” que abriga 25 crianças e jovens soropositivos (de 4 meses a 18 anos), a maioria deles órfãos; e um “Projeto de Adesão ao Tratamento da Aids”, em parceria com Hospitais da Rede Pública que contempla hoje 140 pacientes de todas as idades, que se encontram em tratamento na rede pública de saúde

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Para IBM, leitura da mente será realidade em 5 anos

Carros voadores, robôs, telas interativas, realidade aumentada. Esses são apenas alguns dos itens que sempre vemos nos filmes de ficção científica - e que em certos casos até já existem, pelo menos nas pranchetas dos cientistas. Diante disso, fazemos a seguinte pergunta: quando teremos o gostinho de experimentar coisas que hoje só são vistas no cinema? Ao que parece, o futuro já chegou, ou melhor: estará ainda mais completo daqui cinco anos. 

Um projeto da IBM, chamado The Next in 5, foi criado para desenvolver uma previsão de como vamos viver nas próximas décadas. No fim de cada ano, a IBM analisa o mercado, a sociedade e as tendências mais esperadas para transformar nossas vidas, bem como as tecnologias emergentes de laboratórios globais da própria empresa. De acordo com a companhia, as inovações futuristas vão mudar nossa forma de trabalhar, viver e jogar. Acompanhe!

1. Energia: pessoas que geram a própria eletricidade

Imagine ser capaz de usar todos os movimentos ao seu redor, como seus passos ou a água que corre através de um encanamento, por exemplo, para aproveitar a energia e reutilizá-la em qualquer coisa da sua casa. Essa ferramenta já está em fase de testes na Irlanda, onde cientistas da IBM estão estudando os efeitos de conversão de poder das ondas do oceano em eletricidade. O recurso será implantado em um pequeno dispositivo, o que vai permitir o transporte para todos os lugares. Caso você ande de bicicleta durante um passeio, o sistema irá coletar a energia criada pelo pedalar.

2. Segurança: você nunca mais vai precisar decorar senhas

Intitulado "biometria Multifatorial", trata-se do uso da digitalização em nossos sentidos, como a visão ou até mesmo a voz, por exemplo. Ambas serão usadas como um passaporte de acesso para verificar diversas informações, substituindo, assim, várias senhas que muitas vezes você tem de quebrar a cabeça para decorar. A identidade biológica será uníca e vai agregar suas características pessoais em tempo real, o que promete evitar roubos e outros crimes.

3. Leitura da mente: adeus ficção científica

Sabia que o fato de apertar as teclas de um telefone já é considerado algo do século passado? Logo, não vai demorar muito para que a maneira com a qual nos comunicamos com os dispositivos atuais também se torne algo velho. Cientistas da IBM estão pesquisando maneiras de conectar o cérebro humano a diversos aparelhos, tais como um computador ou smartphone, com o objetivo de controlá-los apenas com o poder da mente. Além de utilizar o cérebro como controle eletrônico, outras aplicações podem ser possíveis, incluindo a reabilitação física e compreensão de distúrbios cerebrais, como o autismo.



4. Tecnologia móvel: o fim da exclusão digital

Os dispositivos móveis, como tablets e smartphones, estão diminuindo o tempo que as informações levam para serem transmitidas, especialmente em áreas pouco desenvolvidas e que necessitam de recursos médicos e acessibilidade. Em cinco anos, com o uso crescente da tecnologia móvel, essa diferença será ainda mais imperceptível, e promete tornar o tráfego e a entrega de dados quase que instantâneos. Novas soluções e modelos de negócio desenvolvidos pela IBM estão introduzindo a esse tipo de mercado novas ferramentas para a saúde, como também mensagens gravadas que podem ajudar usuários analfabetos, que não têm acesso a recursos mais complexos.

5. Lixo eletrônico: nunca mais

Se você está cansado de mensagens indesejadas, uma nova ferramenta deve resolver esse problema. A IBM está desenvolvendo uma tecnologia que utiliza análises de sentido para integrar dados em aplicações, que vão apresentar apenas as informações que você quer ver ou ler. Combinando suas preferências com seu calendário, por exemplo, o sistema pode reservar bilhetes para o show da sua banda favorita ou indicar roteiros de viagens, caso tenha algum tempo livre na agenda

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

A Linha do Tempo do Facebook chegou. E agora?

Em breve todos os usuários terão de migrar para a nova interface. Veja dicas para editar seu perfil e não mostre mais de sua vida do que gostaria.


Prepare-se, seu passado virá à tona. A Linha do Tempo do Facebook, aos poucos, chegará a todos os usuários e, se você quiser, já pode habilitá-la. A nova interface é basicamente um caderno que exibe suas ações, das mais recentes até as mais antigas, remetendo às primeiras coisas que compartilhou pela rede social.
Isso significa que você e seus amigos poderão visualizar a história dos membros do site com poucos cliques. Antes, não havia forma fácil de resgatar atividades concretizadas há muito tempo na plataforma. Se isso te deixa receoso quanto ao que aparecerá, saiba que é possível esconder o que achar que precisa ser omitido. Vale destacar, porém, que você só terá sete dias para fazer as mudanças antes que a nova interface seja habilitada.

A rigor, há três maneiras de trazer os recursos para o seu Facebook. Você pode habilitá-los a partir destapágina, esperar que o site o avise de que tudo já está pronto, ou, se preferir, resistir até o final. Saiba, porém, que em algum momento todos os usuários serão obrigados a migrar, portanto, por que não providenciar a mudança por conta própria?
A seguir, veja algumas dicas de como proceder, e evite possíveis transtornos. Sete dias são mais do que o suficiente para preparar o terreno antes que ele seja exibido a todos os seus amigos.
Esconda seus posts

Se quiser se livrar de uma antiga atualização de status, foto ou link compartilhado, vá até o post e leve o mouse ao canto superior direito. Clique no pequeno lápis e selecione “Esconder da Linha do Tempo”. No caso de atividade de aplicativos, embora as opções sejam um pouco diferentes, o processo é bastante parecido.

Se estiver difícil para encontrar uma ação específica, preste atenção nos links de navegação à direita, que lista o conteúdo por ano. Clique em um deles e provavelmente você achará o que procura – também é possível selecionar o mês desejado.
Cheque seu histórico

Se você quiser que uma ação permaneça visível, mas só para algumas pessoas, você pode alterar as configurações de privacidade, clicando em “Registro de Atividades”, abaixo de sua foto de exibição. Uma janela com todos os tipos de ações de seu perfil, organizadas por ano, aparecerá.

Algumas ações, como mensagens na mural de um amigo, podem ser também apagadas a partir desta janela. Atualizações de status ou links compartilhado podem, no máximo, ser restringidos.  Clique na opção de atividade que queira alterar; você verá uma lista semelhante aos controles de privacidade do Facebook. Escolha se prefere deixar o post aberto apenas para amigos ou fechado para colegas dotrabalho, por exemplo.
Destaque posts antigos

Se você tem um post antigo que gostaria de destacar, vá novamente até o canto superior direito da atualização. Em vez do pequeno lápis, clique na estrela desta vez, e a foto, por exemplo, será exibida na coluna principal da Linha do Tempo.

O Facebook automaticamente elege algumas atividades que considera mais importantes, como o começo de um trabalho ou o fim de universidade. Se você preferir deixa-los como uma ação convencional – escondida em meio a todas as outras – basta clicar na estrela que eles deixarão a posição de destaque.
Escolha uma foto de capa

No topo do perfil haverá uma foto grande, que será a primeira coisa que as pessoas verão quando visitarem sua página. Você terá de selecionar uma, sendo que, ao lado, uma imagem menor será exibida – a miniatura que aparece no chat. Pare um pouco e escolha a foto, lembrando-se, sempre, que ela será pública e todos da rede poderão vê-la.

Veja como os outros te veem

Por fim, depois de editar a Linha do Tempo, é melhor checar como ela ficará aos olhos dos outros. Para fazer isso, vá até o ícone abaixo de sua foto de capa, selecione-o e clique em “Ver como”. Isso mostrará como o seu perfil é visto por pessoas que não são seus amigos ou para seus assinantes, se você os tiver.

Você pode, também, preencher a caixa de texto como o nome de algum amigo para saber como exatamente ele vê o seu perfil. Uma vez terminado, clique em “Voltar para a Linha do Tempo”.
Fonte : IDG Now 

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

No Brasil, Apple vende novo iPhone 4S desbloqueado por R$ 2,6 mil


iPhone 4S vem com processador mais veloz, câmera de 8 MP e o Siri (Foto: Reprodução) 

A Apple começou a vender nesta sexta-feira (16) o iPhone 4S desbloqueado na sua loja on-line no Brasil. O aparelho mais simples, de 16 GB, custa R$ 2,6 mil. A versão com memória de 32 GB sai por R$ 3 mil, e o modelo de 64 GB é vendido por R$ 3,4 mil.

O sucessor do iPhone 4 chegou oficialmente ao Brasil nesta sexta-feira (16). No site, a Apple destacou que é possível comprar o novo iPhone a um preço menor por meio de um contrato com operadoras de celular. Claro, Oi, Tim e Vivo lançaram o iPhone 4S nesta madrugada em lojas de algumas capitais do país.

A Apple também iniciou as vendas das novas versões de 8 GB do iPhone 4 e 3GS, que saem por R$ 1,8 mil e R$ 1,2 mil, respectivamente. Os aparelhos são desbloqueados e funcionam com cartões micro-SIM de operadoras GSM – assim como o iPhone 4S.

Conforme o site da Apple, o prazo de envio dos iPhones é de uma a duas semanas e a entrega tem frente gratuito. A companhia também diz que o limite de pedidos do smartphone é de dois por cliente.
iPad é mais barato
A loja on-line da Apple no Brasil vende a versão mais simples do iPad por R$ 1.650 (16 GB). O modelo mais completo do tablet, com memória de 64 GB e conexão 3G, custa R$ 2,6 mil – o preço do novo iPhone desbloqueado.
Nos Estados Unidos, o iPhone 4S desbloqueado, de 16 GB, custa US$ 650, o equivalente a R$ 1,2 mil, sem a inclusão dos impostos de importação. A versão mais completa, com memória de 64 GB, é vendida na loja on-line da empresa por US$ 850 (cerca de R$ 1,6 mil).
Operadoras
Na Tim, o novo iPhone tem preços de R$ 1,9 mil (16 GB), R$ 2,2 mil (32 GB) e R$ 2,5 mil (64 GB) nos planos pré-pagos da empresa. A Oi anunciou que venderá os iPhones por R$ 2,3 mil (16 GB), R$ 2,7 mil (32 GB) e R$ 3,1 mil (64 GB) no pré-pago também.

A Claro está comercializando o 4S, de 16 GB, no plano pré-pago por R$ 2.149. No pós-pago, com um plano de R$ 220 mensais, o aparelho sai por R$ 1.299. Na Vivo, o novo iPhone no pré-pago custa R$ 2.049 (16 GB), R$ 2.349 (32 GB) e R$ 2.649 (64 GB).

Novo iPhone 4S é vendido em loja on-line da Apple no Brasil (Foto: Reprodução)

 Novo modelo
O iPhone 4S foi anunciado em outubro e vem com processador mais veloz de dois núcleos, câmera atualizada com 8 MP, maior velocidade de conexão à internet via rede de telefonia celular e um sistema inteligente de interação via voz, o Siri.

Até agora, o Siri foi tem suporte para inglês (americano, britânico e australiano), francês e alemão. Em 2012, o assistente será lançado em outros idiomas, como japonês, chinês, coreano, italiano e espanhol. O português, no entanto, ainda não foi confirmado.


Fonte : G1

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Aplicativo reúne atrações e serviços de SP

Programa gratuito para celular e tablet traz museus, hotéis, restaurantes e pontos turísticos da cidade, mas tem problemas. 

ALERTA : App da prefeitura reúne milhares de indicações, mas não funciona off-line e sua geolocalização é falha

Aplicativo SPMobile é executado em um iPad, na av. Paulista, em frente ao prédio do Masp (Museu de arte de São Paulo)


ALEXANDRE ORRICO
DE SÃO PAULO

São Paulo é, segundo o último ranking da PricewaterHouseCoopers, o décimo centro urbano com maior agitação cultural do mundo.

Tantos restaurantes, bares, museus, galerias, lojas, hotéis e suas localizações no mapa da cidade consomem centenas de páginas em guias de turismo. Ou 3,2 Mbytes de memória em um aplicativo.

A SPTuris, empresa municipal de promoção turística, lançou na última semana o SP Mobile, app gratuito para iPhone, iPad, iPod touch e aparelhos com sistema operacional Android.

"Não conseguíamos ser democráticos em guias impressos. A cidade é muito grande e alguns estabelecimentos tinham que ser cortados. Também era difícil encontrar espaço para indicar os locais em mapas", diz René Perol, assistente técnico da SPTuris e coordenador do projeto.

Esse guia urbano eletrônico, uma boa iniciativa, estreia com milhares de indicações de hospedagem, alimentação, lazer e serviços -e também com alguns problemas.

Primeiro, o programa não funciona off-line -para identificar a localização do usuário, o SP Mobile só abre se o aparelho estiver conectado à internet (por Wi-Fi ou 3G).

Uma vez aberto, o app tem navegação amigável: a página inicial traz ícones para 15 categorias, incluindo "atrativos turísticos", "hospedagem", "comes e bebes", "serviços 24 horas" e "roteiros temáticos". E o mecanismo de busca funciona bem.

DE SP A MANÁGUA

Mas o sistema de localização, ligado ao Google Maps, apresenta falhas: no roteiro de futebol, por exemplo, o estádio do Pacaembu aparece corretamente a 2 km do centro de São Paulo, mas o Museu do Futebol, que fica no mesmo endereço, aparece a 10 km da região central.

Pior, certos pontos aparecem na listagem a mais de 5.600 km do centro, quase a distância para ir de São Paulo a Manágua, na Nicarágua.

A prefeitura confirma o problema com os mapas:

"Algumas coisas não ficaram 100%. A geolocalização apresentou alguns erros -já identificamos a falha na comunicação com o sistema do Google e vamos consertar. Além disso estamos fazendo outras melhorias, como ordenação por ordem alfabética e por região", explica Perol.

A parte de entretenimento do app também tem problemas: a categoria lista cinemas e casas noturnas, mas não apresenta a programação nem os horários de funcionamento -para descobrir, o usuário precisa ligar para o local ou entrar em seu site.

Por fim, o app é monoglota -só está disponível em português. Mas, segundo a prefeitura, esse é um problema temporário: versões em espanhol e inglês estão prometidas para janeiro.

Fonte : Folha de São Paulo

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Jundiaí quer se tornar polo tecnológico





Depois de acertar com a Foxconn para a instalação de uma fábrica para produção de produtos da Apple, a cidade de Jundiaí quer atrair outras empresas montadoras de eletrônicos.

Para isso, o município está finalizando um projeto de lei que prevê redução do IPTU, do ISS (imposto sobre serviços) e do ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis) para empresas fabricantes de eletrônicos. As informações são do jornal Folha de S. Paulo. 

Segundo o jornal, somente a Foxconn investiu R$ 300 milhões no último ano para a instalação de sua fábrica
Além dela, Itautec, AOC, Compal e Arima, que já atuam na cidade podem ser beneficiadas com o projeto.

A cidade também pretende construir um novo parque tecnológico, em uma área de 300 mil metros quadrados. O objetivo é atrair empresas de pesquisa e desenvolvimento em vez de privilegiar apenas as linhas de montagem.

Foxconn a passos lentos -  Foxconn ainda não tem estimativas de quando começará a produzir o iPad no Brasil.

Em outubro, a fabricante havia estimado que produziria os iPads em sua fábrica em Jundiaí até o final deste ano. Já a produção do iPhone deve começar ainda este mês.

Em abril, a Foxconn anunciou um investimento de cerca de 12 bilhões de dólares no Brasil nos próximos anos, mas as negociações, desde então, têm andado a passos lentos.

Fonte : Revista Info 

Cientistas anunciam avanço na busca por ‘partícula de Deus’ nesta terça

Os cientistas do Centro Europeu de Pesquisas Nucleares (Cern, na sigla em francês) apresentam em um seminário nesta terça-feira (13) os resultados atualizados da busca pela partícula conhecida como “bóson de Higgs” – apelidada de “partícula de Deus”. A reunião começa às 11h, no horário de Brasília.

Dois grupos de pesquisa independentes que trabalham nessa busca – o Atlas e o CMS – vão apresentar seus dados.

De acordo com os pesquisadores, houve um avanço e há “consideravelmente mais dados” agora do que no momento da última conferência, há seis meses.

Os cientistas acreditam que estão próximos de encontrar a partícula, mas alertam que os resultados desta terça não serão conclusivos. “Não há o suficiente para se fazer qualquer afirmação conclusiva sobre a existência ou não-existência do Higgs”, diz a nota do Cern.



Uma das instalações do Grande Colisor de Hádrons (LHC), megatúnel para colidir partículas
(Foto: Andrew Strickland / cortesia Cern 7-8-2010) 


O “bóson de Higgs” é uma partícula hipotética que seria responsável pela existência de massa na maioria das demais partículas do Universo.

Modelo Padrão

Parece complicado? Pois é mesmo. Então, vamos por partes. Os físicos têm uma teoria para explicar as partículas elementares do Universo – aquelas minúsculas que formam tudo que existe. Essa teoria se chama “Modelo Padrão”.

O Modelo Padrão explica tudo que sabemos sobre o comportamento e o surgimento dessas partículas, menos uma coisa: por que a maioria delas tem massa? E essa é uma pergunta muito importante. O fato de as partículas terem massa é a razão pela qual qualquer coisa no mundo tem massa: o Sol, os planetas, eu e você.
É aí que entra o bóson de Higgs. Diversos físicos – entre eles um britânico chamado Peter Higgs – descobriram um mecanismo teórico que tornaria possível que as partículas tivessem massa. Esse mecanismo – batizado de “mecanismo de Higgs” – prevê a existência de um “campo” que interage com tudo que existe no Universo. Essa interação faz com que as partículas ganhem massa.

Para esse campo existir, é preciso também existir uma partícula especial e invisível. Os físicos pegaram essa proposta e aplicaram nos cálculos do Modelo Padrão e tudo fez sentido. A partícula invisível foi batizada em homenagem a Higgs.

De lá para cá, todas as outras partículas previstas pelo Modelo Padrão foram encontradas, menos essa. Encontrá-la é tão importante que os cientistas construíram na Europa um gigantesco colisor de partículas, conhecido como Grande Colisor de Hádrons, que é a maior máquina já feita pelo homem.

Se, em vez de encontrá-la, os pesquisadores provarem, no entanto, que ela não existe, toda a teoria atual sobre a formação da matéria do Universo vai precisar ser revista.

Fonte : G1

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Novo método para doar sangue: reduz desperdício e aumenta a segurança



Chamada de aférese, a nova técnica consiste em um equipamento que separa apenas o necessário para a doação





 Tendência nos melhores hemocentros do mundo, a doação de sangue por aférese também está sendo realizada no Brasil, não só em laboratórios particulares, mas também na Fundação Pró-Sangue do Hospital das Clínicas.

Na doação tradicional, todo o sangue é coletado em uma única bolsa e, posteriormente, os elementos que compõem o sangue – hemácias, glóbulos brancos, plaquetas e plasma – são separados em uma máquina centrífuga em laboratório. O processo todo leva cerca de 3 horas e só é possível tirar uma unidade de cada componente do sangue.

Na coleta por aférese, equipamentos modernos e portáteis separam apenas o necessário, em tempo real.  O sangue extraído do doador circula dentro da máquina e ali mesmo já é centrifugado e separado apenas o que se deseja coletar. Todo o restante é filtrado e devolvido para a corrente sanguínea do voluntário.

Mais informações aq: http://bit.ly/ty3car

Fonte : olhar digital 


Contribuintes com uma fonte de renda podem não precisar declarar IR a partir de 2014



A partir de 2014, os contribuintes pessoas físicas com uma única fonte de renda que optarem pelo desconto padrão podem não precisar entregar a declaração do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física).

Isso porque, segundo informações do secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, publicadas pela Agência Brasil, a Receita Federal pretende adotar novo modelo, no qual a declaração é preenchida previamente pela própria Receita e apresentada aos contribuintes que confirmariam ou não os dados contidos no documento, como os valores recebidos do empregador.

“O projeto de simplificação está em curso na Receita Federal. Existem modelos como esse em outros países. O Chile, por exemplo, tem um modelo parecido. Em breve estaremos caminhando para essa solução”, disse o secretário à Agência.

Demais contribuintes
Para os demais contribuintes, ou seja, aqueles que não possuem apenas uma fonte de renda, bem como para as pessoas físicas que necessitam prestar informações relacionadas às despesas médicas, educação e doações, por exemplo, a declaração deve permanecer como é atualmente, porém com alguns aperfeiçoamentos.

Além disso, avalia o secretário, estes contribuintes já teriam sido beneficiados pela Receita, visto que, lembra ele, a declaração já foi simplificada e permite, de forma fácil, que o contribuinte preencha os dados com auxílio do programa de computador específico e faça a transmissão via internet sem grandes problemas, o que pode ser demonstrado pelo crescente número de declarações em meio eletrônico e pela diminuição do número de retenções na malha fina.

Fonte : UOL 

Cientistas pretendem ensinar macacos ameaçados a usar iPhones e iPads


Os macacos das ilhas Célebes estão seriamente ameaçados de extinção e uma pesquisa tem o objetivo de melhorar a compreensão sobre a psicologia dos animais e suas complexas relações sociais. Em entrevista ao jornal inglês The Mirror, a cientista Bridget Waller afirmou que “A interação entre os animais e as telas permite que eles façam escolhas, e isso nos oferece uma janela direta para a compreensão da inteligência dos animais”.

O estudo pretende focar no melhor entendimento das relações dos macacos em sociedade e a sua compreensão do ambiente em que vivem. Para que não seja invasiava demais, a pesquisa prevê que os animais não terão uma relação forçada com os dispositivos touch. Sempre que desejarem, os macacos poderão abandoná-los e dedicar-se ao que quiserem.

A pesquisa conta com a curiosidade natural dos macacos para que os tablets sejam aceitos em seu meio e tornem-se parte do ambiente. O estudo, além de ser monitorado pelos pesquisadores, será realizado em uma área ampla e envidraçada, que permitirá às pessoas observarem o cotidiano dos macacos com as telas sensíveis ao toque. Segundo Bridget Waller, macacos apresentam recursos de interação social extremamente complexos, o que faz importante estudá-los como forma de compreender melhor a nossa própria psicologia.

Fonte : Via The Mirror

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

youtube premiará 10 usuários com R$ 20 mil




O YouTube premiará 10 parceiros do site com 20 mil reais por meio do projeto YouTube NextUp.

A quantia, segundo o Google, é um incentivo aos parceiros do site para promover suas carreiras e criações por meio da divulgação de vídeos no YouTube.

Além do prêmio do concurso YouTube NexpUp, os selecionados poderão participar do YouTube Creators Camp, um workshop com duração de quatro dias que acontece na cidade de São Paulo.

As despesas para participar do evento serão pagas pelo Google e os participantes acompanharão painéis com dicas de edição de vídeo, otimização para motores de busca, entre outras técnicas.

Podem participar do YouTube NexpUp os atuais parceiros do site de vídeos. Os interessados devem fazer o cadastro no site do projeto até o dia 15 de janeiro de 2012 e criar um vídeo de até três minutos. Todas as regras estão no site do YouTube NextUp.

Fonte :  Revista Info 

Internet nos aeroportos do Brasil será ilimitada



Hoje, restrita a apenas 15 minutos antes do embarque, a internet sem fio gratuita nos aeroportos agora vai ser ilimitada. A decisão é da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), que tem 20 dias para contratar uma ou mais empresas de telefonia que vão prestar o serviço. A estatal garante que todos estarão conectados a partir do começo do ano que vem - março é o mês limite para a medida entrar em vigor.

A decisão vai valer nos aeroportos de São Paulo (Cumbica, Congonhas, Viracopos e Campo de Marte), Rio de Janeiro (Galeão, Santos Dumont e Jacarepaguá), Belo Horizonte (Confins e Pampulha), Brasília, Manaus, Porto Alegre, Curitiba, Recife, Fortaleza, Natal, Salvador e Cuiabá. Hoje, os 15 minutos de internet gratuita são restritos apenas a Cumbica, Congonhas, Galeão e Brasília.

Uma regra imposta pela Infraero é que a internet gratuita só pode ser usada a partir do aeroporto de origem, ou seja: se uma pessoa viaja de Congonhas para Porto Alegre, por exemplo, só terá direito a usar a internet no aeroporto paulista. Na volta, se quiser, pode pagar por mais tempo de conexão.

A internet livre não vai ficar disponível no aeroporto inteiro - somente na área de embarque, depois do raio X. Para que o passageiro consiga se conectar à rede, duas alternativas estão sendo estudadas. A primeira é deixar o processo funcionando como é hoje: com o cartão de embarque na mão, o passageiro vai ao balcão de informações da Infraero e pega um cartãozinho com uma senha e um passo a passo de como se conectar.

Fonte : Agência Senado

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Projeto sonha em traduzir toda a internet




Um projeto inaugurado em fase experimental na semana passada proclama uma meta nada modesta: acabar com as barreiras de comunicação na internet impostas pelas diferenças de idiomas.

Idealizado pelo cientista de computação Luis von Ahn, 32, e executado por uma equipe de oito pessoas, o site Duolingo (duolingo.com) oferece cursos de línguas em troca de ajuda para traduzir conteúdo relevante da web.

Von Ahn, professor de computação da Universidade Carnegie Melon, de Pittsburgh (EUA), diz que o Duolingo é uma tentativa de captar a motivação que as pessoas têm para aprender novas línguas e usá-la para traduzir conhecimento que não está disponível em certos idiomas. O site da Wikipédia em espanhol tem apenas 22% do tamanho da versão em inglês.

Usando um sistema que picota textos grandes em sentenças e as redistribui como exercícios de tradução entre os alunos do curso, o Duolingo remonta tudo no fim e cria versões de um texto para outra língua aproveitando um mero efeito colateral do aprendizado. A ferramenta foi financiada pela Fundação Nacional de Ciência dos EUA, que investiu US$ 480 milhões no projeto.

Na fase experimental, iniciada há cinco dias, o projeto oferece apenas cursos de espanhol e alemão para quem já fala inglês. No fim do ano, devem ser incluídos francês, italiano e chinês.

Está previsto para março de 2012 o lançamento dos cursos de inglês para falantes de outras línguas, incluindo o português do Brasil.

"Sou guatemalteco e sei quantas pessoas na América Latina estão tentando aprender inglês, muitas sem ter dinheiro para isso", disse o pesquisador à Folha. "No futuro, queremos incluir também idiomas menos difundidos, mas temos que crescer de acordo com a demanda."

BOM POTENCIAL -  Se depender das línguas mais procuradas, o projeto tem boa chance de decolar. Um exemplo disso é a empresa americana Rosetta Stone, líder no mercado de cursos de idioma em multimídia, que fatura mais de US$ 200 milhões por ano.

Nos cálculos de Von Ahn, uma pequena fração do público que hoje paga por isso -1 milhão de usuários- seria capaz de traduzir todos os 3 milhões de verbetes da Wikipédia que restam a ser vertidos do inglês para o espanhol em 80 horas no Duolingo. E sem grande esforço.

"Nos nossos testes, em média, cada aluno traduz cerca de 150 palavras por semana", diz. Nesse ritmo, 25 estudantes conseguiriam juntos traduzir um livro de 200 páginas em seis meses de curso. Com mais de 50 mil pedidos de inscrição, porém, o Duolingo não deu conta da demanda. Por enquanto, só os primeiros a se registrar foram aceitos.

Fonte : Folha de S.Paulo 

Paulista 120 : Avenida faz aniversário e não para de mudar de cara; eixo financeiro é também agora um centro comercial


FESTA DE ANIVERSÁRIO Calçada cheia em bar na av. Paulista, que completa hoje 120 anos 





Primeiro, rua de terra repleta de casarões. Depois, eixo financeiro com seus edifícios empresariais. Por fim, uma mistura de bancos, lojas populares e centros culturais, com um vaivém de 1,5 milhão de pessoas por dia.

Aos 120 anos, completados hoje, a avenida Paulista não para de mudar. Inaugurada em 8 de dezembro de 1891 como um loteamento privado da elite paulista, virou o símbolo da cidade. E isso não muda.

"O lado residencial da Paulista está em decadência desde 1990. A avenida continua sendo um forte eixo bancário, mas as novas lojas mostram que a avenida virou um ponto de comércio popular. É visível", resume Nestor Goulart Reis, professor da FAU (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP).

A avenida mais famosa do Estado também é palco preferencial de grandes eventos e protestos, das mais variadas tribos. Dos casarões do século 19, quase nada sobrou.

fonte: Giba Bergamim JR.  e  foto: Jorge Araújo  Folha 

Senado sepulta criação de novo imposto para a saúde

O Senado aprovou ontem projeto de lei que regulamenta os gastos obrigatórios do governo federal, dos Estados e dos municípios com o sistema público de saúde. Na votação, os senadores retiraram a previsão para a criação de um novo imposto para financiar o setor.

O Planalto ainda mobilizou a base para garantir a manutenção do texto aprovado em setembro pelos deputados, que já haviam rejeitado a criação de uma regra obrigando a União a investir 10% de sua receita na saúde.

A regulamentação da chamada "emenda 29" estava em discussão há mais de dez anos no Congresso e segue agora para sanção da presidente Dilma Rousseff, que ratificar a decisão. Por 65 votos contra 4, os senadores retiraram do texto a brecha para que no futuro pudesse ser criado o novo imposto, a CSS (Contribuição Social à Saúde).

A Câmara já tinha deixado a CSS sem a base de cálculo, na prática inviabilizando a cobrança do novo tributo. Mas o texto como fora aprovado pelos deputados ainda permitiria que um projeto de lei complementar apresentado ao Congresso pudesse instituir a base de cálculo para o imposto.

Agora, com a mudança, a criação de um novo tributo teria que começar do zero.

INVESTIMENTO
Pelo texto aprovado ontem, permanece para a União a regra segundo a qual o governo deve aplicar na saúde o valor empenhado (reservado para gasto) no orçamento anterior, acrescido da variação nominal do PIB (Produto Interno Bruto).

Atualmente, o Executivo destina 7% do PIB.

Caso a vinculação dos 10% fosse aprovada, isso significaria acréscimo de R$ 35 bilhões no orçamento da Saúde, que hoje é de R$ 71,5 bi. A proposta terá maior impacto nos cofres dos Estados. O percentual obrigatório que eles devem investir (12% da receita) não muda. Mas a partir de agora eles não poderão contabilizar como gastos de saúde despesas como o pagamento de aposentadorias e restaurantes populares para alcançar esse percentual.

A nova lei define quais ações podem ser contabilizadas como gastos em saúde e prevê punição para quem descumprir as novas regras.

Senadores que atuam no setor avaliam que para cumprir as novas regras os governadores e prefeitos vão desembolsar R$ 3 bilhões/ano. A principal mudança no texto é a que permite que os repasses do Fundeb (Fundo para Desenvolvimento da Educação) continuem na base de cálculo dos percentuais que os governadores precisam aplicar -o que representa hoje cerca de R$ 7 bi.

Houve ainda uma promessa do governo para incluir no Orçamento de 2012 R$ 3,4 bilhões em novas emendas parlamentares para reforçar o caixa da saúde. Com ameaças de traições no PT e no PMDB, líderes governistas passaram o dia em negociações. Com o PR, teria sido discutida a composição de diretorias do Dnit. Segundo parlamentares, também ficou acertada liberação de emendas.

Fonte : Folha de S.Paulo 

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

TAM venderá passagens por compras coletivas




São Paulo - Com a popularidade dos serviços de compras coletivas, a TAM decidiu tirar proveito do método de vendas e oferecer, em parceria com o Save.Me, passagens a preços mais atrativos.

O portal, que irá ao ar hoje, será integrado ao www.ofertastam.com.br. Segundo Rodrigo Trevizan, gerente de Novos Canais da TAM, serão ofertadas passagens para voos nos horários fora de pico (almoço, tarde e após as 20 horas). Trevizan destaca que a principal vantagem em relação a ofertas de passagens feitas por outros sites é o cliente já estar com o bilhete, além de poder escolher seu assento ali mesmo.

Nos demais serviços é necessário realizar a troca de um voucher. “Podemos criar pacotes promocionais que podem ser acessados por clientes de qualquer lugar do país”. Por enquanto o banner que levará ao serviço pede um nome de usuário e senha.

Ao contrário das compras com bastante antecedência, as promoções serão montadas conforme necessidade de preenchimento dos voos. Portanto, o preço das passagens e destinos podem variar bastante.

Fonte : Revista  Info 

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Vídeo mostra como seria o mundo sem o Facebook




Rotineiramente, checamos e-mails, mensagens e, principalmente, nossos perfis nas redes sociais. Mas, você já parou para pensar em como nossas vidas e o mundo seriam se, de um dia para o outro, Mark Zuckerberg fechasse o Facebook? Um vídeo divulgado no Youtube faz essa sátira e nos mostra como as pessoas agiriam após a queda da grande rede social.

Chamado de "A Rede Social 2", o vídeo é uma simulação de um trailer para a sequência do filme que conta a história da criação do Facebook. Ele já tem mais de 140 mil visualizações e foi produzido pela Nice Piece Productions, de John Gasienica e Bennet Silverman. No curta, as pessoas começam a ter as mesmas atitudes na vida real que tinham no Facebook.

Cutucar, "curtir", solicitar amizade e diversas outras ações feitas no Facebook se transportam para as ruas, casas, festas - ou seja, para o mundo real. O vídeo serve para mostrar como ficamos um pouco – ou muito – dependentes das redes sociais, principalmente em nossas relações com amigos e outras pessoas.

Em um trecho, várias garotas falam "curtir", fazendo o famoso "jóia" com as mãos, mostrando que aprovam o quadro que uma amiga fez. Em outro, um garoto grita na rua "Olhem para minha cachorrinha fofinha, ela não é adorável?", segurando o cão para cima, como se estivesse postando uma foto dele em seu mural e esperando que todos comentem sobre ele. Até as configurações de segurança não escapam da sátira. 

Fonte : Olhar digital 

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

São Paulo estuda a criação de um terceiro aeroporto por meio de PPP


O governo estadual de São Paulo não desistiu do projeto de um terceiro aeroporto e esboça uma PPP que, em troca da participação no empreendimento, exigirá a manutenção dos 30 aeroportos regionais paulistas. Para não causar ruído com planos do governo federal, a ideia é atender à demanda por aviação executiva, além de aumentar a conexão com o interior.

E, de quebra, melhorar os pequenos aeroportos do Estado pelas mãos de quem assumir o terceiro aeroporto na iniciativa privada. "Defendo que seja um aeroporto com vocação executiva e os voos comerciais seriam de alcance apenas regional", frisa o vice-governador Guilherme Afif Domingos.  "Mas quem operar o terceiro, vai operar toda a rede."

Aeroportos dependem da aprovação do governo federal. "O Estado entra para viabilizar o projeto", diz.
"Há planos para desafogar Congonhas, Cumbica e Viracopos, mas a expansão que estão fazendo será insuficiente." O plano ainda está em estudos, mas, "com certeza será uma PPP (parceria público-privada). Ele se autossustenta. Empresas vão querer ter oficinas no local, por exemplo", afirma.

A localização ainda não está definida. Grandes construtoras já demonstraram interesse pelo aeroporto, entre elas, Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa, que estudam o projeto pelo menos desde 2007 e prefeririam que fosse em Caieiras (30 km de SP).

Mas há outras possibilidades: o ABC, que apesar de ser região sujeita a nublar, está bem posicionada em relação ao pré-sal, e Mogi das Cruzes. A MIP (manifestação de interesse privado) sai no início de janeiro, segundo Afif.

Fonte : F. de São Paulo

Havelange pede renúncia ao COI

 Para evitar sanções, brasileiro deixa comitê, do qual era membro desde 1963

Um dos principais pivôs da conquista do Rio como sede olímpica de 2016, João Havelange, 95, enviou na quinta ao COI (Comitê Olímpico Internacional) uma carta pedindo a renúncia ao cargo de membro da entidade. A informação foi divulgada ontem pela agência internacional de notícias Associated Press.

Segundo a agência, o cartola brasileiro, que também é presidente de honra da Fifa, tomou a atitude para evitar ser afetado por sanções do COI e, assim, manter sua reputação livre de associação com casos de corrupção.

Nos últimos seis meses, o Comitê de Ética do COI vem investigando o envolvimento de Havelange em um escândalo de recebimento de US$ 1 milhão em propinas da ISL, agência de marketing que era parceira da Fifa nos anos 90, época em que o brasileiro presidia a federação.

O resultado das investigações está programado para ser revelado na próxima quinta-feira. Caso se comprovasse o envolvimento com o escândalo de corrupção, Havelange, membro do comitê desde 1963, corria o risco de ser suspenso por dois anos ou até mesmo expulso do COI. Com a sua renúncia, no entanto, a denúncia do comitê deve ser retirada, e o resultado das investigações vão se manter confidenciais.

O caso ISL foi o maior escândalo de corrupção da história da Fifa. O processo, encerrado em 2010 sob sigilo na Justiça suíça devido à pressão da Fifa, concluiu que foram pagos US$ 100 milhões (R$ 186 milhões) em propina a dirigentes nos anos 1990.

Os nomes dos acusados nunca foram divulgados. Mas, no ano passado, a rede britânica BBC fez uma série de reportagens que revelava o envolvimento de Havelange e de Ricardo Teixeira, presidente da CBF e do comitê organizador da Copa-2014, com o escândalo da ISL.

Teixeira, que, como genro de Havelange, tornou-se nos anos 90 o homem mais forte do futebol brasileiro, não é membro do COI, mas pode ser punido pela Fifa, caso se comprove seu envolvimento. A federação pretende reabrir o caso ISL na reunião nos dias 16 e 17, em Tóquio, no Japão.

Um membro da Fifa disse à Folha que os dados que serão divulgados não demonstram que Teixeira tenha feito nada ilegal, porém mostram ações imorais de sua parte.

Como presidente de honra da Fifa, Havelange também pode ser afetado pela divulgação do caso pela entidade.

A assessoria de imprensa de Teixeira questionou a veracidade das informações divulgadas sobre Havelange.
Alega não ter conhecimento de nenhum pronunciamento oficial do COI e tampouco de Havelange sobre sua saída do comitê.

Também argumenta que o caso se refere ao COI e não à Fifa. Finaliza ao declarar que, se a Fifa abordar o assunto ISL, isso será muito positivo para esclarecer muitas coisas.

Folha tentou entrar em contato com Havelange, mas não obteve resposta.

Fonte : Jornal Folha de São Paulo  

Educação em 140 caracteres




O que mais se discute, e se reflete, em relação à educação brasileira é a escassez – em todas as áreas. As greves de educadores, que minam o estudo do mais pobres, têm como pano de fundo a reivindicação de um salário menos ralo; se os jovens pudessem entrar em greve, pediriam certamente aulas menos esporádicas. Os secretários municipais, por sua vez, culpam a falta de qualidade do ensino pela escassez de recursos repassados da União. Já intelectuais bradam contra a insuficiente porcentagem do Produto Interno Bruto (PIB) para a área.

Na educação, menos nunca significou mais. No entanto, no combate à falta de sentido que a escola tem hoje para o aluno, há experiências em que a teoria minimalista pode se valer.

O escritor José Santos é um educador que buscou na economia de palavras, e nos caminhos da comunicação, uma maneira inteligente e sensível de unir aprendizado, identidade e sentido. Suas oficinas itinerantes de “micropoemas” valorizam a descoberta do verso pelas crianças e jovens – e o uso da poesia como expressão.

O autor usa delicadeza para desvelar os segredos de poemas curtos, inspirados muitas vezes na essência dos haicais japoneses. Mais que isso, ele estimula os estudantes a produzirem os seus próprios, que devem sintetizar desejos e refletir a vida de cada um – inclusive seu entorno comunitário.

Com os poeminhas prontos, chega a etapa mais importante do processo de comunicação: publicá-los. Com 140 caracteres, os poemas estão prontos para serem transmitidos pelo Twitter, ou mesmo por mensagem SMS de celular. Qualquer mídia, que esteja na mão do jovem, seja barata e também eficiente na entrega da mensagem, ganha uma nova função.

Os micropoemas também são geolocalizados, ou seja, “espetados” num mapa virtual (Google Maps) para que os autores possam encontrar-se fisicamente. A cidade torna-se assim um mapa de poemas – que simboliza um mapa de pessoas.

José Santos trabalha umas das habilidades mais preciosas, e também mais raras no ambiente escolar: a linguagem. Ele desenvolveu seu talento em mais de quinze livros publicados para crianças e jovens, entre eles os criativos Poemas para Vestir(Estação das Letras e Cores, 2011), que contam um pouco a história da moda.

Quem, como eu, achava que 140 caracteres eram pouco, é bom repensar. Os micropoemas, ou o uso de redes sociais na primavera árabe, mostraram que, na linguagem atual da comunicação, podem significar o suficiente, ou até muito. A educação formal, sempre escassa de ousadia, sequer começou a descobrir isso.

Fonte : Envolverde 

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

7º Edição do Workshop Internacional em Ciência da Computação (WICI) começa nesta quinta feira





A Pró Empresa transmite on line nesta quinta (01.12) e sexta feira (02.12) a 7ª edição do Workshop Internacional em Ciência da Informação (WICI)  no link http://www.wici.inf.br

O WICI tem como objetivo buscar promover o intercâmbio científico na área da Ciência da Informação, por meio de cooperação internacional, permitindo que professores e alunos da pós-graduação e outros segmentos da sociedade participem de discussões sobre o “estado da arte” dessa área.

Para a presente edição propõe-se discutir interfaces teóricas e metodológicas da área por meio de exposições de palestrantes internacionais, debatidas com o olhar crítico de diferentes perspectivas disciplinares, buscando integrar a discussão referente aos três cursos de graduação existentes hoje na FCI: Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia.

O WICI é um evento anual, promovido pelo Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade de Brasília (PPGCINF-UNB), que congrega pesquisadores nacionais e internacionais para a discussão de perspectivas nas diversas interfaces da Ciência da Informação

A programação completa e outras informações você pode obter no blog : http://7wici.blogspot.com

Fonte : Ascom/Pró Empresa